Pó de Arroz: os vestidos de noivas democráticos

Pó de Arroz: os vestidos de noivas democráticos

“Nossa essência é a emoção” comenta Penha Maia, estilista do ateliê Pó de Arroz que confecciona vestidos de noivas a mais de 12 anos. Ela se mudou da Paraíba para o Distrito Federal e depois para São Paulo, onde estudou moda na Faculdade de Belas Artes. Quando fundou sua marca, focou seus designs, sobretudo, em um estilo vintage fresh, onde o vintage e a contemporaneidade se aliam. Além disso, a estilista, que já teve suas peças expostas em revistas como Vogue e Harper´s Bazaar Noivas, comenta que sempre se inspira em algum tema para conceber uma peça. “Todo vestido tem uma história (…) me inspiro muito nas décadas de 20 e 50”. É válido lembrar que a estilista, que já recebeu mais de 2.000 noivas em seu ateliê, batiza todas as suas peças com nomes de mulheres.

Se Minhas Curvas Falassem

No fim de 2020, a marca implementou a coleção permanente Se Minhas Curvas Falassem, onde foca em peças plus. Mas diferente de outras marcas, a essência da estilista fica. Penha comenta que, por isso, quis construir peças que não apertassem, dessem liberdade para as noivas e exibissem sua beleza, naquele que é um dos dias mais importantes na vida de uma mulher. Ainda que a estilista fizesse modelos de todos os tamanhos antes, ela comenta que esse passo foca em peças exuberantes para o corpo plus, que já vinha tendo um aumento de demanda bastante considerável.

Vestido Ray para coleção “Se Minhas Curvas Falassem”

A designer não deixa de expor inúmeros elementos visuais que trazem uma noiva mais leve e romântica. Por isso, seus bordados são uma representação gráfica desse romantismo e leveza. Não há subjeções em suas peças ou coleções. Tudo é muito claro, mas sem ser óbvio demais. Sendo assim, em uma de suas coleções, intitulada “Bailarinas de Degas”, inspirada nas bailarinas retratadas pelo pintor francês Edgar Degas. A paleta de cores e escolha dos tecidos compõe uma visão contemporânea e elementar das obras de Degas. E o mesmo serve para sua coleção “Sertão Encantado” inspirada no sertão nordestino, onde há muita renda, bordados e texturas.  

Vestido Celestine para coleção “Bailarinas de Degas”
Vestudo Maria Bonita para coleção “Sertão Encantado”

Gostou da matéria? Veja também:

Lena Dunham lança coleção plus size

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *